O PROJETO

O projeto INVALUE tem como objetivo principal apoiar a adaptação das empresas aos novos paradigmas a nível das Boas Práticas pró-ativas, com o desenvolvimento de uma Plataforma aberta de partilha integrada de serviços de informação que auxilia todo o processo de gestão de dados e tomada de decisão, de acordo com os domínios industriais atuais, ao longo de toda a cadeia de valor.

A plataforma resultante do projecto terá capacidade para recolher dados e transformá-los em informação útil para o utilizador final usar nas tomadas de decisão. Esta tomada de decisão será focada em duas vertentes principais:

  • Manutenção preditiva - Entende-se por manutenção preditiva a capacidade da plataforma em analisar os dados oriundos dos diferentes sistemas de produção e gerar informação sobre as necessidades de manutenção antes da ocorrência de falhas. Por outras palavras pretende-se que a plataforma impulsione políticas de manutenção pró-ativas, evitando paragens desnecessárias na linha de produção.

  • Ecoeficiência - A plataforma será capaz de transformar os dados provenientes dos sensores instalados nas diferentes máquinas de uma empresa ou linha de produção, num conjunto de indicadores intuitivos que permitam avaliar a eficiência energética, eficiência da utilização de recursos, emissão de substâncias tóxicas, entre outros. Através deste conjunto de indicadores pretende-se avaliar o funcionamento dos diferentes equipamentos (processo de produção) numa perspetiva do ciclo de vida. Desta forma, ambiciona-se reduzir as ineficiências dos processos e melhorar o rendimento dos equipamentos, por forma a reduzir custos e consumos de recursos desnecessários.

Para dotar a plataforma de capacidade para transformar dados em informação útil, pretende-se combinar os modelos atualmente existentes com soluções novas, incluindo a agregação e aquisição de informação, representação, análise e troca de informação entre dispositivos inteligentes, sistemas de automação, sistemas de informação e os stakeholders envolvidos, desde os colaboradores da empresa até aos seus fornecedores e demais clientes.
A plataforma irá permitir que as empresas construam aplicações específicas sobre uma arquitetura aberta de informação partilhada abrangendo novas relações entre parceiros de negócios e clientes e finalmente implementar o paradigma de "empresa sem limites".
Para isso vão ser considerados três componentes principais: i) componente de aquisição de dados, ii) componente de processamento de dados e iii) componente de entrega de informação.

    i) A componente de aquisição de dados tem a capacidade de adquirir dados no local, oriundos de fontes heterogéneas e agregá-los em locais de armazenamento segundo uma hierarquia definida.

    ii) Para a componente de processamento de dados pretende-se desenvolver soluções (algoritmos) que permitam a gestão e processamento de grandes volumes de dados no domínio industrial (Big Data). Serão desenvolvidos modelos e algoritmos que permitam uma análise de dados inteligente e que ajude os utilizadores finais nas suas tomadas de decisão. Para o seu desenvolvimento serão utilizadas técnicas de inteligência artificial (IA) como machine learning, meta-heurísticas, data mining e lógica fuzzy. Para dotar a plataforma de autoaprendizagem serão desenvolvidas ferramentas de Machine Learning e aplicados os conceitos de Redes Neuronais Artificiais para criar algoritmos que permitam à plataforma a capacidade de assimilar a informação recebida e evoluir a partir dela.

Na componente de entrega da informação serão implementados canais de comunicação e interfaces adaptáveis, que permitam a entrega da informação de forma segura sendo desenvolvidas ferramentas que permitam que o utilizador final receba a informação adequada.

 

A Plataforma INVALUE atua de forma a melhorar a fiabilidade dos equipamentos produtivos a vários níveis, quer no âmbito da manutenção preditiva, conseguindo comunicar ações a tomar precocemente para evitar avarias e prejuízos maiores, quer na área ambiental e de gestão de recursos, por ter possibilidade de devolver indicadores que permitem otimizar o rendimento dos equipamentos e reduzir consumos não necessários.

Estruturalmente este projeto apresenta as seguintes metas:

  • Desenvolvimento de uma plataforma flexível e integrada de serviços que oferece uma arquitetura end-to-end consistente para hospedagem de serviços específicos do domínio para gestão de informação;
  • Desenvolvimento e produção do protótipo de uma plataforma de aquisição de dados, capaz de interagir com sensores, objetos inteligentes, equipamentos de armazenamento de grandes volumes de dados (Big Data) e sistemas embebidos existentes;
  • Representação semântica dos dados recolhidos das diferentes fontes heterogéneas, de forma a que esta possa ser interpretada e transferida de forma homogénea, para os serviços de análise de negócio e para as componentes do serviço operacional;
  • Definição de interfaces inteligentes e adaptáveis para a disponibilização do conhecimento para a entrega de informação e métodos para a orquestração de serviços;
  • Validação da plataforma de serviços através de um piloto em ambiente industrial.

  • O projeto INVALUE está articulado com os objetivos do projeto europeu InValue, aprovado na Call 8 do programa europeu ITEA 2, cluster EUREKA: https://itea3.org/project/invalue.html

    De realçar que a participação de entidades portuguesas em projetos internacionais traz sempre mais-valias para Portugal, promovendo as atividades de investigação desenvolvidas no país e facilitando os processos de internacionalização empresariais.

     

     
    2016 © Sistrade, All rights reserved